sábado, 10 de outubro de 2009

CONSUMO DO SORVETE NO BRASIL


Mesmo sendo um país tropical, o Brasil ainda tem números modestos se comparado com outros países, em torno de 4,7 litros por pessoa a cada ano, menos de um quarto do consumo de alguns países nórdicos, por exemplo, de clima frio, que consomem o produto o ano inteiro.

No Brasil, acredita-se que tomar sorvete no inverno faz mal, provocando gripes e resfriados. É, justamente, este conceito que os produtores querem mudar, já que o sorvete é um alimento nutritivo que contém proteínas, vitaminas A, B1, B2, B6, C, D, K, cálcio, fósforo, açúcares, gorduras vegetal e/ou animal, além de outros minerais essenciais a uma nutrição balanceada, podendo e devendo ser consumido o ano todo, pois é um alimento completo.

Hoje, os produtos à base de leite são apontados como ingredientes funcionais, com grandes benefícios à saúde. Os sorvetes podem chegar a atingir 135mg/100g de cálcio, o que os coloca numa posição privilegiada, principalmente para as pessoas que por hábito, gosto ou intolerância à lactose, não ingerem alimentos lácteos na quantidade necessária.

O cálcio é um mineral essencial para a saúde de dentes e ossos e seu consumo, através da dieta e particularmente através do leite e derivados, é importante durante a infância e a adolescência, fases em que ocorrem os maiores ganhos de massa óssea. Nos demais períodos, como a vida adulta e a maturidade, a dieta desempenhará um papel importante que proporciona um balanço adequado do mineral no organismo, conseqüentemente mantendo a estrutura óssea adquirida nas fases anteriores. Em termos médios, o consumo de 100g de sorvete contribui com cerca de 8 a 16% da dose diária recomendada de cálcio.

O valor calórico dos sorvetes depende da sua composição, ou seja, das matérias-primas utilizadas para sua fabricação. Um sorvete produzido com ovos ou leite fornecerá uma maior quantidade de proteína e gordura comparativamente a um sorvete que utiliza água.

A ABIS tem um quadro comparativo dos dados calóricos de alguns produtos: enquanto 100 gramas de sorvete de creme possuem 208 calorias, a mesma medida de pão francês tem 269 calorias; de queijo minas, 336 calorias, e de arroz, 382 calorias.


Além do valor nutricional, os médicos recomendam sorvetes para pacientes em processo de recuperação pós-operatório de cirurgias no nariz (adenóide), garganta (amídalas), cirurgias bucais ou dentárias devido a sua ação anestésica local.

Os sorvetes também possuem outras características benéficas à saúde. Sua maior popularidade está no fato de associar prazer, conveniência, sabor, aspectos nutritivos e benefícios à saúde em uma boa medida. Em termos de conveniência e variedade, tem para todos os gostos e necessidades. A riqueza da sua composição faz do sorvete um alimento diferenciado.


Baixe o artigo em PDF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.